Língua gestual
Boletim dos Congregados
Boletim dos Congregados | Ano 6 n.º 41
Adoração ao Ss.mo Sacramento

De Segunda a Sábado
15h-17h

+ info

Arquidiocese

Ano Pastoral 2017+18: Despertar Esperança
(+info)

Desejo subscrever a newsletter de Basílica dos Congregados
23 Mai 2017
Navegar com a Bússola do Coração
É o título do novo livro de Carminda de Sousa Marques apresentado pelo Cónego António Rego, esta sexta-feira, 26 de Maio, às 17h45, na Basílica dos Congregados.
PARTILHAR IMPRIMIR
 

PREFÁCIO

por António Rego


Navegar com a bússola do coração

O que será melhor: ler um livro duma pessoa que se conhece, ou conhecer uma pessoa através dum livro? Aqui podemos ver o brilho dos olhos, a melodia das palavras, a delicadeza da escuta, o encanto de tocar o infinito, a arte de dar um nome ao mistério, a alegria de se encontrar com Deus e recontar a Sua história que atravessou uma vida e se diz com poemas, tenham ou não rimas, sempre com música e a ternura de se deixar encantar.

É essa viagem “com a bússola do coração” que nos propõe Carminda de Sousa Marques e que constitui uma saudável dádiva espiritual para quem a não conhece e igualmente para quem sabe que ela é assim. Diz, mas é mais do que diz. E nessa unidade nos embala, com rimas no mesmo verso, como vaso comunicante do amor de Deus, como visitadora da fonte de vida, contemplativa do infinito que há no finito da natureza, das crianças, como quem se deslumbra com os nomes e se pergunta ”quem sou eu”? Aproxima-se respeitosamente do mistério da Trindade e sabe que mergulha, com o salmo 139, no Oceano da sabedoria. E acontece a alegria de vibrar com a comunicação de Deus e observar experiências diversas das criaturas, permitindo envolver-se na simbologia da noz e do ovo.

Carminda de Sousa Marques é a alma da revista “Vida Ascendente” do Movimento Cristão dos Reformados, que intercala de poemas, histórias, ideais, partilhas, com uma doçura feminina que nos acorda o júbilo e gratidão pelo olhar de Deus e por tanto que Ele nos concede. A gratidão está patente em toda a sua escrita mesmo quando se lamenta da ingratidão por não dar suficientes graças a Deus por tudo o que Deus lhe oferece.

A linguagem é simples, chã, confidencial, sempre nas asas da poesia que ela escreve tão bem como diz. Por isso um convite apenas ao leitor: deixe-se embalar pelas palavras, pelos símbolos, pelas parábolas, pelas emoções, pelas preces, pela gratidão, sempre em poesia, mesmo que pareça prosa corrida.

Lembra Elizabeth Gilbert, autora que começa ”por procurar-se a si própria e à sua liberdade e termina por se deixar encontrar com Deus”. Carminda Marques desde o início entrega por inteiro a sua liberdade nas mãos sábias de Deus. Por isso volto à pergunta: se é melhor conhecer primeiro o poeta ou o poema? Aqui será bom conhecer uma só pessoa que se revela em poesia.
 

PARTILHAR IMPRIMIR
Basílica dos Congregados
Contactos
Morada

Avenida Central, 98
4710-229 Braga

TEL

253 262 482

Cartório Paroquial

Segunda a Sábado
9h30 — 12h30
15h15 — 17h30

Eucaristias

De Segunda a Sexta 
10h30 | 12h | 17h

Sábado
10h30 |12h | 17h | 22h

Domingo
9h | 10h30 | 12h

Confissões

Segunda a Sábado
9h30 — 10h25
11h — 11h45
15h15 — 16h
16h — 16h45

Quartas, Quintas e Sextas
17h — 18h

Visitas aos Doentes

Mediante solicitação, em horário a combinar com o reitor.

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui