Língua gestual
Boletim dos Congregados
Solenidade de Todos os Santos
Adoração ao Ss.mo Sacramento

De Segunda a Sábado
15h-17h

+ info

Arquidiocese

Uma Igreja Sinodal e Samaritana

Programa Pastoral 2020/2023

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Basílica dos Congregados
26 Jul 2020
A Capela de Nossa Senhora Aparecida: geometria e matemática na modelação do espaço
Dissertação de mestrado integrado em Arquitetura (área de especialização em Cultura Arquitetónica) de Gisela da Cunha Gomes.
PARTILHAR IMPRIMIR
 

A Capela de Nossa Senhora Aparecida, construída em 1768 e com traço atribuído a André Soares, apresenta uma matriz ornamental e decorativa de grande complexidade e originalidade, sendo considerada um caso exemplar do Rococó do Minho. Com uma escala exígua, denota-se a regulação do espaço por via de conteúdos da geometria e matemática, que interferem indelevelmente na sua configuração. Estes contributos disciplinares criam uma ideia de engrandecimento aparente, operada ainda na maleabilidade das formas subordinadas às mais elementares regras da óptica e perspetiva.

 Escondida no interior do complexo do Convento dos Congregados, em Braga, foi alvo de poucos estudos, sendo que estes se debruçam essencialmente na sua dimensão decorativa ou imagética. Deste modo, e não havendo estudos anteriores que explorem a qualidade espacial da capela, ou o instrumental geométrico e matemático em que assenta a sua delineação, a presente dissertação dedica-se ao registo e especulação da sua dimensão espacial à qual, e seguindo a lógica de projeto global que aqui se deteta (a de Bel Composto), se soma a composição de ornamentos arquitetónicos, elementos decorativos e, inclusive, a obra retabular aí presente. Um estudo que, na sua essência, procura revelar o mecanismo de composição mas também de indução, nomeadamente visual, que tenta dar ao olhar do observador um espaço aparente mais amplo que o real.

 Partindo do geral para o particular, levando a um reconhecimento profundo da obra, a dissertação propõe-se a contextualizar o objeto de estudo, passando à sua caracterização e representação gráfica (levantamento arquitetónico), e terminando com uma interpretação minuciosa dos conteúdos intrínsecos que qualificam o seu espaço.

 Através do desenho, ferramenta basilar à arquitetura, e tendo como base o levantamento executado, procura-se analisar e deslindar os conteúdos geométricos e matemáticos que estão na origem do desenho desta capela. Além disso, pretende-se criar uma base documental que reúna e expanda o conhecimento da obra, preenchendo lacunas existentes e abrindo hipóteses de estudos futuros sobre a dimensão arquitetónica da obra de André Soares.


The Chapel of Nossa Senhora Aparecida was built in 1768 and possibly drawn by André Soares. It presents an ornamental model of great complexity and originality, being considered an exemplary case of the Minho Rococó. With a small scale, the space is regulated through the contents of geometry and mathematics, which indelibly interfere in its configuration. Such disciplinary contributions foster an apparent amplification, also operated in the malleability of the forms, subordinated to the most elementary rules of optics and perspective.

 The chapel, hidden inside the Congregados complex, in Braga, has been the subject of few studies, being its focus the decorative and imagery dimension of the space. Thus, and with no previous studies exploring the spatial quality of the chapel, neither the geometric and mathematical instruments on which its outline is based, this dissertation dedicates to the registration and speculation of its spatial dimension, to which, following the logic of the global project that is detected here (the Bel Composto concept), we add the composition of architectural ornaments, decorative elements, and even the altarpiece. A study that, in its essence, try to unveil the mechanism of composition but also of induction, mainly visual, that tries to conduct the observer’s gaze towards a space apparently bigger than the real one.

 Starting from the general into the particular, leading to a deep recognition of the Chapel, this dissertation proposes to contextualize the chosen case study, passing through its characterization and graphic representation (the architectural survey), and ending with a detailed interpretation of the intrinsic contents that qualifies its space.

 Through drawing, a fundamental tool to architecture, mainly based upon the architectural survey, we want to disclose the geometric and mathematical contents that are at the origin of the drawing of this chapel. Furthermore, it is intended to create a documental base that both gathers and expands the knowledge of the case study, cornering the state of the art and opening hypotheses for future studies on the architectural practice of André Soares.



DISSERTAÇÃO_Gisela da Cunha Gomes A74189.pdf 111,11 MB Adobe PDF

FONTE: https://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/65502

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Dissertação  •  Mestrado  •  Gisela Gomes  •  Arquitetura  •  Capela  •  Aparecida  •  Oratorianos  •  Braga  •  Congregados  •  Geometria  •  Espaço
Basílica dos Congregados
Contactos
Morada

Avenida Central, 98
4710-229 Braga

TEL

253 262 482

Cartório Paroquial

Segunda a Sábado
9h30 — 12h30
15h15 — 17h30

Eucaristias

De Segunda a Sexta 
10h30 | 12h | 17h

Sábado
10h30 |12h | 17h | 22h

Domingo
9h | 10h30 | 12h

Confissões

Segunda a Sábado
9h30 — 10h25
11h — 11h45
15h15 — 16h
16h — 16h45

Visitas aos Doentes

Mediante solicitação, em horário a combinar com o reitor.

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui