Liturgia Dominical
Solenidade da Imaculada Conceição | A
Arquidiocese

Caminhada Litúrgica
Advento e Natal

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Departamento para Ministros Extraordinários da Comunhão e Ministérios Litúrgicos
8 Mar 2016
Lectio Divina de Fevereiro
As parábolas da ovelha perdida e da dracma perdida
PARTILHAR IMPRIMIR
 

III. O rosto do Deus da misericórdia

 

1. Lc 15, 1-10 (As parábolas da ovelha perdida e da dracma perdida)

 

O texto

 

1 Aproximavam-se dele todos os cobradores de impostos e pecadores para o ouvirem. 2Mas os fariseus e doutores da Lei murmuravam entre si, dizendo: “Este acolhe os pecadores e come com eles”. 3Jesus propôs-lhes, então, esta parábola:

4“Qual é o homem dentre vós que, possuindo cem ovelhas e tendo perdido uma delas, não deixa as noventa e nove no deserto e vai à procura da que se tinha perdido, até a encontrar? 5Ao encontrá-la, põe-na alegremente aos ombros 6e, ao chegar a casa, convoca os amigos e vizinhos e diz-lhes: ‘Alegrai-vos comigo, porque encontrei a minha ovelha perdida’.

7Digo-vos Eu: Haverá mais alegria no Céu por um só pecador que se converte do que por noventa e nove justos que não necessitam de conversão”.

8 “Ou qual é a mulher que, tendo dez dracmas, se perde uma, não acende a candeia, não varre a casa e não procura cuidadosamente até a encontrar? 9E, ao encontrá-la, convoca as amigas e vizinhas e diz: ‘Alegrai-vos comigo, porque encontrei a dracma perdida’.

10Digo-vos: Assim há alegria entre os anjos de Deus por um só pecador que se converte».

 

Introdução

 

Antes de nos aproximarmos do texto, preparemo-nos interiormente para o acolher como Palavra de Deus. Faremos depois uns minutos de silêncio e concluiremos com uma breve oração, pedindo a Deus que nos abra o coração para entender a sua Palavra.

 

1. Leitura atenta do texto (Lectio)

 

a) Leitura. Proclama-se o texto, em voz alta, e todos escutam atentamente.

b) Silêncio. Cada um lê novamente a passagem, ajudado pelas notas da Bíblia. Depois, procurará responder a estas perguntas:

. Quem são os personagens destas parábolas? O que faz cada um deles?

. Qual será o valor de uma dracma? 

. O que há de semelhante e de diferente entre as duas parábolas?

. Que relação há entre estas parábolas e a situação em que Jesus as pronuncia? (ver Lc 15, 1-2).

. Quem serão os pecadores que se convertem e os justos que não precisam de arrependimento?

c) Partilha. Os participantes partilham a descoberta feita na leitura do texto e das notas, assim como o que não entenderam ou os surpreendeu.

 

2. A mensagem do texto (meditatio)

 

a) Leitura. Lê-se, de novo, o texto em voz alta, enquanto todos escutam atentamente.

b) Silêncio. Interrogamo-nos:

. Olha à tua volta e responde: quem são os pecadores e os justos, na sociedade actual?

. Deus procura-te. Deixas-te encontrar?

. Fazes em relação aos outros o mesmo que Deus faz em relação a ti?

. Fazes festa quando o Deus da misericórdia te procura e encontra ou quando alguém é reintegrado na comunidade? Partilhas esta alegria com os familiares, amigos e vizinhos?

c) Partilhar. Os participantes partilham o que descobriram no momento do silêncio, tanto a nível pessoal como comunitário.

 

3. A palavra exige uma resposta (oratio-actio)

 

a) Leitura. Lê-se outra vez o texto, em voz alta, enquanto todos escutam com atenção.

b) Silêncio. Cada um reza pessoalmente, expressando o que esta passagem da Escritura lhe sugere que diga a Deus, procurando ver como pôr em prática o convite de Deus. Deixa que brote espontaneamente do teu coração a alegria.

c) Partilhar. Cada um pode fazer uma breve oração que seja reflexo do que se fez durante o tempo de silêncio ou partilhar com os outros o compromisso pessoal ou comunitário a que chegou.

 

Conclusão

 

O encontro pode terminar com uma oração comum e um cântico.

Pode rezar-se o Sl 32 (a felicidade do perdão).

 

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Departamento Arquidiocesano para a Liturgia
Contactos
Morada

Rua S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190

Director

Pe. Rui Manuel Gomes Sousa

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui