Horário do Cartório

Segunda das 10h às 12h;

Sexta das 16h às 17.45h.
 

Boletim Paroquial
Boletim 369 - II Domingo da Quaresma - Ano A - 08-03-2020
Crónica para o XXX Domingo do Tempo Comum - Ano A - 25 de Outubro de 2020

?Link



XXX Domingo do Tempo Comum


«Mestre, qual é o maior mandamento da Lei?» 



Ao meu lado! Juntos! Sempre perto! Coração com coração!
Quem nos faz querer viver assim?
Aquele que é o maior de todos os mandamentos: O Amor!
Quem ama não sente dificuldades, pois eleva-se acima dos obstáculos.
O maior de todos os segredos no amor é amarmo-nos como Deus nos ama!
Só assim conseguiremos amar o próximo como o Pai ama a humanidade inteira!

Fechar os ouvidos à dor dos outros; tapar os olhos na injustiça; calar perante a indiferença;
encerrar as mãos à partilha; cobrar com vingança… É pura maldade.
Seguir esse caminho é desviarmo-nos da meta que o Deus do Amor nos propõe.
Nestes momentos de aflição profunda, quando sentirmos que tudo à nossa volta é tristeza e solidão,
é urgente invocar o Senhor, porque sabemos que Ele vem sempre em nosso auxílio!
Digamos com toda a confiança: «Eu Vos amo, Senhor: sois a minha força.»
Cada passo, cada gesto, cada palavra que o nosso corpo emita converter-se-á em Amor!
Seremos assim mensageiros de Fé em Deus, porque a nossa vida é um amar constante e pleno!

Hoje, a liturgia do 30º domingo, do Tempo Comum, do Ano A, ama-nos com um amor infinito!
O Mestre, novamente colocado à prova, não se rende, não fica calado, nem mede as palavras.
Lança-nos o desafio de Amarmos Aquele que não tem rosto:
«Amarás o Senhor teu Deus…»
Diz-nos como O podemos Amar:
«…com todo o teu coração com toda a tua alma e com todo o teu espírito.»
Indica-nos onde O podemos encontrar:
«Amarás o teu próximo…
E… apresenta-nos a medida do amor sem medida:
«…como a ti mesmo.»

Senhor Jesus,
hoje, ainda quero saber qual é o maior mandamento,
para que não tenha de ser tão grande o alcance dos meus passos!
Eu preciso amar-me para encontrar, no meu coração, a dimensão maior para amar os outros.
Preciso de um voltímetro novo… que me faça amar mais e mais.
Porque eu sei que em Ti e conTigo, amar é a única tensão que terei.

Que cada um de nós procure amar o outro na adversidade da vida!
No desalento profundo de uma palavra que ficou em silêncio!
Num gesto que nunca saiu do pensamento!
Num ritmo cardíaco que nunca se uniu à melodia certa!

Vamos amar?
Juntos! Eu e tu amaremos a humanidade que O bom Deus, nosso Pai, tanto ama!

Arquidiocese

Uma Igreja Sinodal e Samaritana

Programa Pastoral 2020/2023

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Paróquia Nossa Senhora da Lapa
12 Jan 2016
História da Paróquia da Lapa
História da Paróquia da Lapa
PARTILHAR IMPRIMIR
 

Paróquia nova, criada por Provisão Canônica de 1935, desmembrada da paróquia da Matriz. Até 1949, ficou anexa à de S. José de Ribamar, criada no mesmo ato, tendo nessa data adquirido a total independência.

Serviu de sede à paróquia, a antiga Capela de Nossa Senhora da Lapa, fundação do séc. XVIII, onde estava sediada a Real Confraria de Nossa Senhora da Assunção, que além do culto assistia à classe piscatória, a maior parte residente na área da paróquia.

A maior festa da paróquia realiza-se em 15 de Agosto, dia litúrgico da Assunção de Nossa Senhora. Atrai forasteiros de todo o Norte do país e é, em boa parte, do encargo da Confraria que tem o seu maior rendimento na "rede da Senhora", existente em grande parte da frota pesqueira da Póvoa.

O templo tem recebido, através dos tempos, inúmeros melhoramentos, destacando-se os painéis de azulejo da Capela-Mor, desenhados pelo artista italiano Silvester Silvestri.

Na área da paróquia, situa-se a Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição (séc. XVIII) com uma pequena Capela dedicada à Padroeira de Portugal e da Póvoa de Varzim. Nesta Capela foi instruída, pela 1ª vez, a devoção ao Sagrado Coração de Jesus.

PARTILHAR IMPRIMIR
Paróquia de Nossa Senhora da Lapa
Casa Paroquial
Morada

Rua padre Manuel Marques Silva, s/n
4490-582 Póvoa de Varzim

TEL

252624200

FAX

252620975

Cartório Paroquial

Cartório Paroquial - Horários

Segunda das 10h às 12h;

Sexta das 16h às 17.45h.

Confissões

Confissões

Visitas aos Doentes

Visitas aos Doentes 

 

Párocos