Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Revista de Imprensa Internacional
DACS com Vida Nueva Digital | 23 Set 2022
Francisco sobre as actividades económicas da Igreja: “Somos empresários?”
“A actividade económica está ao serviço da missão e da realização do carisma: nunca é um fim em si mesma, mas está orientada para um objectivo espiritual”, recordou o Papa.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © DR

“Quais serão as consequências para os pobres, para os nossos hóspedes, para os visitantes que vêem a nossa actividade económica? As nossas escolhas económicas são uma expressão de simplicidade evangélica ou já somos empresários? Estimulam a hospitalidade e a vida fraterna?”. Estas foram as questões que o Papa Francisco levantou sobre as actividades económicas das comunidades religiosas.

“Não podemos servir a dois senhores. Tenham cuidado. O diabo está habituado a entrar pelos bolsos”, afirmou o Papa, acrescentando, além disso, que a actividade económica de uma comunidade destina-se “a sustentar os seus membros, a sua formação e o seu apostolado”.

“A actividade económica está ao serviço da missão e da realização do carisma: nunca é um fim em si mesma, mas está orientada para um objectivo espiritual", afirmou durante a audiência de hoje com os Cónegos Regulares Premonstratenses, por ocasião do IX Centenário da fundação da Abadia de Prémontré.

 

Uma “sábia abertura”

Francisco lembrou ainda que “a sustentabilidade é um critério fundamental, assim como a justiça social”.

“Como empregador”, disse, “uma abadia ou mosteiro pode considerar a possibilidade de contratar pessoas com dificuldades em encontrar trabalho ou colaborar com uma agência de emprego social especializada”.

Da mesma forma, o Papa indicou que considera “uma sábia abertura” a ideia de “partilhar bens culturais, jardins e espaços naturais” que possam contribuir “para o dinamismo de uma área maior”.

“Ao lado dessa preocupação com a boa gestão, devemos preocupar-nos com aqueles que estão fora da rede social, com os que são marginalizados pela extrema pobreza ou fragilidade e, portanto, difíceis de alcançar”.

Artigo de Elena Magariños, publicado em Vida Nueva Digital a 22 de Setembro de 2022.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Papa Francisco  •  Economia  •  Actividades Económicas  •  Igreja  •  Missão  •  Carisma
Revista de Imprensa Internacional
Contactos
Morada

Rua de S. Domingos, 94 B 4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui