Arquidiocese

Uma Igreja Sinodal e Samaritana

Programa Pastoral 2020/2023

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
Jorge Oliveira / DM | 18 Jul 2016
Igreja deve antecipar-se na resposta ao sofrimento do povo
Ordenações diaconais decorreram ontem.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © Avelino Lima

A Arquidiocese de Braga celebrou ontem com júbilo a ordenação de seis diáconos, na cripta da Basílica do Sameiro, um momento em que o Arcebispo Primaz, D. Jorge Ortiga, aproveitou para apelar ao desenvolvimento em Braga de uma verdadeira Igreja missionária, capaz de chegar em primeiro lugar aos problemas da sociedade.

O Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, pediu ontem à diaconia da Igreja, nomeadamente a diáconos e sacerdotes, que se entecipem e não adiem a solução de «muitos problemas», procurando viver sempre numa atitude de discípulo missionário.

«Os políticos procuram muito estudar os problemas e só respondem tardiamente enquanto o povo sofre. A Igreja deveria ser mais audaz e antecipar-se», disse o prelado, referindo que «ousar chegar em primeiro lugar é o espírito da verdadeira diaconia».

D. Jorge Ortiga deixou este desafio na homilia da celebração das ordenações de seis diáconos da Arquidiocese, que teve lugar na Cripta do santuário do Sameiro e contou ainda com os dois bispos auxiliares, para além de dezenas de presbíteros, religiosos, leigos consagrados, seminaristas e centenas de leigos batizados.

Dirigindo-se aos diáconos, que vão iniciar em breve a sua iniciação no presbiterado, o Arcebispo recordou algumas das suas obrigações, como a castidade, a pobreza e obediência, e pediu para que não se esqueçam que em «em primeiro lugar deve estar sempre a intimidade com Cristo».

Admitindo que a falta de tempo para a oração «está a ser o primeiro problema dos sacerdotes», D. Jorge Ortiga desafiou os jovens diáconos a procurarem estar intimamente com Jesus com «sinceridade» e a reservarem tempo, não só para a liturgia, mas também para «crescer na piedade e devoção pessoal».

Lembrou que a vocação de quem se entrega a Cristo é «colocar os outros em primeiro lugar, incluindo quem governa a Igreja, e ter a alegria em servir, mesmo com a exigência de, por vezes, suportar alguns sofrimentos».

«Que a vossa vida parta de Cristo e que todo o resto aconteça com naturalidade», desejou.

O Arcebispo de Braga espera que estas ordenações diaconais em Ano Missionário signifiquem um «novo modo de viver o sacerdócio» num mundo que, disse D. Jorge Ortiga, está «alicerçado em pseudo-valores», ou seja, em que se «constrói esquemas de vida fundamentados num egoísmo incompatível com a verdadeira entrega cristã e sacerdotal». No final da homilia, o prelado exortou os cristãos a verem como referência o Beato Frei Bartolomeu dos Mártires, antigo Arcebispo de Braga, cuja festa litúrgica se celebrou ontem.

Diáconos vão estagiar em Braga, V. Conde, P. Varzim e Amares

Os seis diáconos ordenados ontem no Sameiro pelo Arcebispo de Braga vão fazer o seu estágio pastoral em paróquias de três Arciprestados da Arquidiocese, exceto o diácono Rúben João Faria da Cruz, de Argivai, Póvoa de Varzim, que desempenhará o seu trabalho no Seminário de Nossa Senhora da Conçeição, sob a orientação do padre Mário Martins Chaves Rodreigues.

O diácono Fernando Alberto Abreu Torres, 27 anos, natural de Guardizela, Guimarães, vai estagiar nas paróquias de Santa Maria Maior e Sé Primaz, S. Tiago da Cividade e S. João do Souto, arciprestado de Braga, sob a orientação do cónego Manuel Joaquim Fernandes da Costa.

Já o diácono José Pedro do Vale Oliveira, de Tabuadelo, Guimarães, exercerá a sua missão na paróquia de Nosso Senhor dos Navegantes das Caxinas, arciprestado de Vila do Conde / Póvoa de Varzim, sob a orientação do monsenhor Domingos Ferreira de Araújo.

Para o mesmo arciprestado vão também os diáconos Paulo Jorge da Costa Gomes, 27 anos, de Silva, Barcelos, e Vítor Emanuel Pereira Sá, 23 anos, de Adães, do mesmo concelho. O primeiro estagiará na paróquia de S. João Baptista de Vila do Conde, sob a orientação do padre Paulo César Pereira Dias, e o segundo na paróquia de Sta. Eulália de Balasar, Póvoa de Varzim, sob a orientação do padre Manuel Casado Neiva.

O diácono Fernando Manuel da Costa Machado, de Navais, Póvoa de Varzim, o mais velho de todos – tem 39 anos, vai estagiar nas paróquias de Santa Maria de Ferreiros e Divino Salvador de Amares, arciprestado de Amares, sob a orientação do padre Avelino dos Santos Mendes.

No próximo ano, se o estágio decorrer como o planeado e não houver nenhum impedimento, a Arquidiocese terá mais seis sacerdotes.

 

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Departamento para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190