Arquidiocese

Uma Igreja Sinodal e Samaritana

Programa Pastoral 2020/2023

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
DACS | 23 Abr 2020
Comissão para o Desenvolvimento Humano agradece às instituições no terreno
Carta aos sacerdotes relembra presença da Igreja nas respostas sociais.
PARTILHAR IMPRIMIR
 

A Comissão Arquidiocesana para o Desenvolvimento Humano Integral expressou o “maior reconhecimento por todo o trabalho feito” pelas instituições de solidariedade, grupos sócio-caritativos, conferências vicentinas e pela Cáritas, que estão “no terreno a lidar com a dura realidade destes dias”.

Numa carta do cónego Roberto Mariz dirigida aos sacerdotes da Arquidiocese de Braga, o presidente da Comissão lamenta ainda a falta de clareza na legislação sobre o momento que se vive e que não permite encontrar o melhor enquadramento para os funcionários das valências infantis dos centros sociais e paroquiais, que foram forçadas a encerrar.

O cónego Roberto refere ainda as “imensas” dificuldades vividas nos lares de idosos, onde tem sido necessário “lidar com infectados dentro das instalações” assim como fazer quarentena de colaboradores doentes ou que estiveram em contacto com doentes.

O pároco de São José de São Lázaro, em Braga, explicou a “estreita ligação” entre o Centro Distrital de Segurança Social, a Protecção Civil, os delegados de sáude, polícia e câmaras municipais, tendo essa articulação permitido encontrar espaços para quarentena e compensar recursos humanos em falta.  

Neste capítulo, a própria Arquidiocese de Braga tem colaborado através da disponibilização de espaços como o Hotel do Lago, no Santuário do Bom Jesus, o Hotel de São Bento da Porta Aberta e o Hotel João Paulo II, no Sameiro, para acolher profissionais de sáude, funcionários das IPSS afectadas e doentes.

Na resposta social, a Cooperativa João Paulo II está, na escola de Nogueira, a servir refeições aos sem-abrigo e a lavar a roupa destes, estando também a servir refeições aos profissionais de saúde que tomaram a opção de não contactar com as suas famílias durante este período.

O cónego Roberto Rosmaninho Mariz deixou claro que o confinamento actual “não nos pode distanciar dos necessitados”, obrigando inclusive a uma “estratégia de aproximação” porque a “dimensão sócio-caritativa é constitutiva da acção pastoral”.

O presidente da Comissão Arquidiocesana para o Desenvolvimento Humano Integral lembra também o apelo do Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, para o reforço do Fundo Partilhar com Esperança. A Cáritas conta com este ajuda para conseguir adquirir os alimentos que não consegue recolher no contexto actual.

A Comissão expressou a disponibilidade do Departamento Arquidiocesano para as IPSS Canónicas para acolher os problemas destas instituições, assim como dos responsáveis das Conferências Vicentinas e da Cáritas para os problemas caritativos.

PARTILHAR IMPRIMIR
Departamento para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190