Arquidiocese

Horários

Catequese Digital

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
DACS com Agência Ecclesia | 3 Jun 2020
Papa Francisco condena morte de George Floyd e de todas as vítimas de racismo
“Não podemos tolerar nem fechar os olhos a qualquer forma de racismo e de exclusão e, mesmo assim, ter a pretensão de defender a sacralidade de cada vida humana”.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © LUSA/EPA

O Papa Francisco condenou esta quarta-feira a morte de George Floyd e de todas as vítimas do “pecado do racismo” na sequência de brutalidade policial.

“Caros irmãos e irmãs nos Estados Unidos, sigo com grande preocupação as dolorosas desordens sociais que acontecem na vossa nação, ao longo destes últimos dias, após a trágica morte do senhor George Floyd”, disse, desde a biblioteca do Palácio Apostólico, onde decorreu a audiência geral desta semana.

Floyd, um homem afro-americano de 46 anos, morreu a 25 de Maio, em Minneapolis, no estado do Minnesota, depois de um polícia branco lhe ter pressionado o pescoço com um joelho durante largos minutos, apesar dos seus alertas de que não conseguia respirar.

Francisco uniu-se à Diocese de Saint Paul e Minneapolis, “rezando pelo descanso da alma de George Floyd e de todos os outros que perderam a vida, como resultado do pecado do racismo”.

“Amigos, não podemos tolerar nem fechar os olhos a qualquer forma de racismo e de exclusão e, mesmo assim, ter a pretensão de defender a sacralidade de cada vida humana”, assinalou o pontífice, numa chamada de atenção a alguns dos sectores do cristianismo nos EUA.

D. Shelton Fabre, bispo de Houma-Thibodaux, no estado do Louisiana, e presidente da Comissão contra o Racismo da Conferência Episcopal dos EUA, disse ao portal Vatican News que este é um momento de “profunda tristeza”.

“A raiva e a indignação são justificadas porque, mais uma vez, é incrível que tenhamos testemunhado a morte de um homem afro-americano que estava sob custódia policial e, mais uma vez, assistimos à indiferença em relação a uma pessoa que implora para poder respirar”, afirma.

O responsável católico pede, por outro lado, o fim de desordens e tumultos que colocam em risco a integridade de outras pessoas e levam à destruição da propriedade privada.

Bob Shine, presidente do Conselho Nacional da Pax-Christi nos EUA, pede por sua vez que não se perca de vista a morte de George Floyd e as histórias de racismo no país, fazendo “todos os possíveis para impedir que esses crimes se repitam”.

“As pessoas de cor enfrentam ameaças letais todos os dias, uma verdade agora inegavelmente visível nas reações da polícia aos protestos”, acrescenta.

PARTILHAR IMPRIMIR
Departamento para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190