Arquidiocese

Uma Igreja Sinodal e Samaritana

Programa Pastoral 2020/2023

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
DACS | 17 Jul 2020
Já há orientações nacionais para a catequese
Secretariado Nacional de Educação Cristã lança documento com indicações práticas
PARTILHAR IMPRIMIR
  © Sam Balye/Unsplash

O Secretariado Nacional de Educação Cristã (SNEC) lançou um documento orientador para o relançamento da catequese no novo ano pastoral, que reconhece que será “particularmente trabalhoso”. 

O recurso constitui-se como “um guia orientador para o trabalho diocesano e pastoral de cada comunidade cristã” e resulta dos contributos “dos vários secretariados diocesanos em ligação com o Secretariado Nacional da Educação Cristã”, de acordo com Cristina Sá Carvalho, do departamento da Catequese no SNEC.

“É um documento em aberto que apresenta algumas orientações e ‘dicas’ para a missão da catequese e dos catequistas no próximo ano catequético e que deixa espaço às paróquias, párocos e catequistas, às adaptações consideradas necessárias em cada Igreja local”, diz ainda.

Como primeiro passo, o SNEC pede uma avaliação do impacto da pandemia na comunidade e na catequese, nomeadamente no que diz respeito às “situações de maior vulnerabilidade social e económica” e ao envolvimento de catequistas, catequisandos e famílias na adaptação da catequese e as dificuldades que foram sentidas.

De acordo com as orientações, cada paróquia deve “definir uma estratégia” para o funcionamento dos grupos, optando por grupos com sessões presenciais semanais, alternância entre sessões presenciais e online, uma mistura dos dois métodos em todos os encontros ou sessões pura e unicamente online.

No caso dos encontros presenciais, o SNEC lembra que se deve adequar o número de catequisandos à dimensão dos espaços e ao número permitido pelas autoridades em determinado momento e local.

O Secretariado reconhece que “provavelmente serão necessários mais catequistas e voluntários” para o novo ano pastoral e pede que estes sejam envolvidos nas decisões “a serem tomadas”. É também pedido um plano de formação para os catequistas que aborde a preparação das catequeses, a catequese familiar, a “escola paroquial de pais” e a capacitação digital.

O documento solicita ainda uma comunicação “permanente e tranquilizadora” com as famílias, permitindo que estas estejam informadas e seguras das decisões tomadas, e que estejam previstas catequeses com todos os pais para ajudar a preparar a catequese dos filhos.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Departamento para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190